Nicarágua - RETRÔ88

Ir para o conteúdo

Nicarágua




EM: 04 / AGOSTO / 2021
Nicarágua:
Nome Oficial: República de Nicaragua
                   República da Nicarágua
Superfície:  129.494 Km2
População:     2.824.000 (em 1980 Fonte Nova Cultural)
População:     6.167.237 (Censo de 2012 fonte Wikipédia)
Capital:  Manágua
Língua Oficial:  Espanhol
Governo: República presidencialista
- Presidente:  Daniel Ortega
- Vice-presidente:  Rosario Murillo
Independência:  da Espanha
- Declarada:  15 de Setembro de 1821
- Reconhecida:  25 de Julho de 1850
- Revolução 19 de Julho de 1979
Org. internacionais:  ONU, OEA, ALBA, Petrocaribe, OEI, Grupo do Rio, AEC, SICA.
PIB (Base PPC) Total: US$ 19.827 Bilhões (Estimativa de 2007)
Per Capita: US$ 3.325 (Estimativa de 2007)
IDH (de 2019): 0,660
Moeda:  Córdoba (NIO)
Cód. Telefone: +505
Cód. Internet: .ni
Website governamental: http://www.presidencia.gob.ni/

A Nicarágua (em castelhano: Nicaragua), oficialmente República da Nicarágua (em castelhano: República de Nicaragua), é um país da América Central, limitado ao norte pelo Golfo de Fonseca (através do qual faz fronteira com El Salvador), Honduras, a leste pelo Mar das Caraíbas, através do qual faz fronteira com o território colombiano de San Andrés e Providencia, a sul com a Costa Rica e a oeste com o Oceano Pacífico. Sua capital é Manágua.

O Império Espanhol conquistou a região no século XVI. A Nicarágua alcançou sua independência da Espanha em 1821. Desde a sua independência, o país passou por períodos de instabilidade política, ditadura e crises que levaram à Revolução Sandinista de 1960 e 1970. A Nicarágua é uma república democrática representativa e tem experimentado um crescimento econômico e estabilidade política nos últimos anos. Desde 2007, Daniel Ortega tem sido o presidente.

A população da Nicarágua é estimada em 6 038 652 habitantes sendo, em sua maior parte, multiétnica. Sua capital, Manágua, é a terceira maior cidade da América Central. A língua principal é o espanhol, embora outras línguas nativas sejam faladas por tribos da costa oriental, como o misquito, sumo e rama, além de um inglês crioulo. A mistura de tradições culturais gerou diversidade substancial na arte e na literatura nicaraguense, dadas as várias contribuições literárias de poetas e escritores da nação, entre estes Rubén Darío, Pablo Antonio Cuadra e Ernesto Cardenal. A diversidade biológica no país também é notável, possuindo um clima tropical e vulcões ativos, fazendo da Nicarágua um destino turístico cada vez mais popular. Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Voltar para o conteúdo