Turquia e Israel - RETRÔ88

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Turquia e Israel

Selos Postais Mundo



Atualizado em: 20/Jun/2020
Turquia:
Nome Oficial:  Türkiye Cumhuriyeti
                    República da Turquia
Superfície: 783 562 km2
População: 48.591.000 (em 1980 fonte Nova Cultural)
População: 75.627.384 (Censo 2012 fonte Wikipédia)
Capital: Ancara ou Âncara
Língua Oficial: Turco
Governo: República unitária presidencialista
Fundador:  Kemal Atatürk
Presidente: Tayyip Erdoğan
Sucessão do Império Otomano:
Guerra da Independência: 19 de maio de 1919
Formação do Parlamento: 23 de abril de 1920
Declaração da República: 29 de outubro de 1923
PIB (Nominal) Total: US$ 788.605 milhões (Estimativa de 2014)
Per Capita: US$ 10.530 (Estimativa de 2014)
IDH (de 2018): 0,806
Moeda: Lira turca (TRY)
Cód. Telefone: +90
Cód. Internet: .tr
Website governamental: https://www.tbmm.gov.tr/

A Turquia (em turco: Türkiye, pronunciado:ˈtyrcije), cujo nome oficial é República da Turquia (Türkiye Cumhuriyeti, pronunciado: [ˈtyrcije d͡ʒumˈhurijeti], é um país euro-asiático que ocupa toda a península da Anatólia, no extremo ocidental da Ásia, e se estende pela Trácia Oriental (também conhecida como Rumélia), no sudeste da Europa. É um dos seis estados independentes cuja população é maioritariamente turca. Faz fronteira com oito países: a noroeste com a Bulgária, a oeste com a Grécia, a nordeste com a Geórgia, a Arménia e o enclave de Naquichevão do Azerbaijão, a leste com o Irão e a sudeste com o Iraque e a Síria. O mar Mediterrâneo e o Chipre situam-se a sul, o mar Egeu a sudoeste-oeste e o mar Negro a norte. O mar de Mármara, o Bósforo e o Dardanelos (que juntos formam os Estreitos Turcos) demarcam a fronteira entre a Trácia e a Anatólia e separam a Europa da Ásia.

Os turcos começaram a migrar para a área que é atualmente a Turquia ("terra dos turcos") no século XI. O processo foi acelerado pela vitória do Império Seljúcida sobre o Império Bizantino, na Batalha de Manziquerta. Os turcos seljúcidas constituíram um poderoso reino na Anatólia nos 150 anos seguintes, o Sultanato de Rum, que governou grande parte da Anatólia até às invasões mongóis, em meados do século XIII. A decadência do sultanato seljúcida deu origem à independência e expansão política e militar de uma série de beilhiques (principados muçulmanos), entre eles o dos otomanos, que viriam a absorver os restantes beilhiques e a criar o Império Otomano, que no seu auge, nos séculos XVI e XVII, se estendia desde o Sudeste da Europa ao Sudoeste da Ásia e Norte da África. Após o Império Otomano ter entrado em colapso, na sequência da derrota na Primeira Guerra Mundial, os seus territórios foram ocupados pelos aliados vitoriosos. Um grupo de jovens oficiais militares, liderados por Mustafa Kemal, organizou uma resistência contra os Aliados, e em 1923 estabeleceu a moderna República da Turquia, com Kemal Atatürk como seu primeiro presidente.

A localização da Turquia, entre a Europa e a Ásia, torna o país geoestrategicamente importante. A religião predominante no país é o Islão, com pequenas minorias de cristãos e judeus. A língua oficial do país é o turco, falado pela esmagadora maioria da população. A segunda língua mais usada é o curdo, falado pela maior minoria do país, os curdos, que representam cerca de 18% da população. As restantes minorias constituem entre 7 e 12% da população.

A Turquia é uma república unitária presidencialista, com uma antiga herança cultural. O país tem relações estreitas com o Ocidente, nomeadamente através da sua presença em organizações como o Conselho da Europa, OTAN, OCDE, OSCE e G20. A Turquia iniciou as negociações de adesão plena à União Europeia em 2005, da qual é membro associado desde 1963 e com a qual tem um acordo de união aduaneira desde 1995. O país também tem fomentado estreitas relações culturais, políticas, económicas e industriais com o Médio Oriente, com os estados turcos da Ásia Central, com os países africanos através da participação em organizações como a Organização para a Cooperação Islâmica e a Organização de Cooperação Económica e com os países de língua portuguesa através da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, na qual tem o estatuto de observador associado. Devido à sua localização estratégica, à sua grande economia e às suas forças armadas, a Turquia é classificada como uma potência regional. Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A conquista de Constantinopla e o Império Otomano | Nerdologia (  vídeo  ) de: 5 de mai. de 2020
Resumo de História: IMPÉRIO BIZANTINO - em Constantinopla! (Débora Aladim) - (  vídeo  ) de: 1 de abr. de 2019




Atualizado em: 20/Jun/2020
Israel:
Nome Oficial:  מְדִינַת יִשְׂרָאֵל (hebraico)
                     Medīnat Yisrā'el
                     دَوْلَةُ إِسْرَائِيلَ (árabe)
                      Dawlat Isrā'īl
                      Estado de Israel
Superfície: 20.770 / 22.072 km2
População:  3.978.000 (em 1980 fonte Nova Cultural)
População:  9.069.960 (estimativa para 2019 fonte Wikipédia)
Capital:  Jerusalém (disputada)
Língua Oficial:  Hebraico
Governo:  República parlamentarista unitária
Presidente:  Reuven Rivlin
Primeiro-ministro:  Benjamin Netanyahu
Independência: do Mandato Britânico da Palestina
Declarada: 14 de maio de 1948
                5 iyar 5708
Entrada nas Nações Unidas: 11 de maio de 1949
PIB (nominal) Total: US$ US$ 373.751 bilhões (Estimativa para 2018)
Per Capita: US$ 42.115 (Estimativa para 2018)
IDH (de 2018): 0,906
Moeda: Novo shekel (NIS)
Cód. Telefone: +972
Cód. Internet: .il
Website governamental: https://www.gov.il/

Israel (em hebraico: יִשְׂרָאֵל , Yisra'el; em árabe: إِسْرَائِيلُ, Isrā'īl), oficialmente Estado de Israel é uma democracia parlamentar localizada no Oriente Médio, ao longo da costa oriental do Mar Mediterrâneo. O país faz fronteira com o Líbano ao norte, com a Síria a nordeste, com a Jordânia e a Cisjordânia a leste, com o Egito e a Faixa de Gaza ao sudoeste, e com o Golfo de Aqaba, no Mar Vermelho, ao sul. Geograficamente, contém diversas características dentro de seu território relativamente pequeno. Israel é definido como um "Estado Judeu e Democrático" em suas Leis Básicas e é o único Estado de maioria judia do mundo.

Após a adoção de uma resolução pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 29 de novembro de 1947, recomendando a adesão e implementação do Plano de Partilha da Palestina para substituir o Mandato Britânico, em 14 de maio de 1948, David Ben-Gurion, o chefe-executivo da Organização Sionista Mundial e presidente da Agência Judaica para a Palestina, declarou o estabelecimento de um Estado Judeu em Eretz Israel, a ser conhecido como o Estado de Israel, uma entidade independente do controle britânico. As nações árabes vizinhas invadiram o recém-criado país no dia seguinte, em apoio aos árabes palestinos. Israel, desde então, travou várias guerras com os Estados árabes circundantes, no decurso das quais ocupou os territórios da Cisjordânia, península do Sinai, Faixa de Gaza e colinas de Golã. Partes dessas áreas ocupadas, incluindo Jerusalém Oriental, foram anexadas por Israel, mas a fronteira com a vizinha Cisjordânia ainda não foi definida de forma permanente. Israel assinou tratados de paz com Egito e Jordânia, porém os esforços para solucionar o conflito israelo-palestino até agora não resultaram em paz.

O centro financeiro de Israel é Telavive, enquanto Jerusalém é a cidade mais populosa do país e sua capital (embora não seja reconhecida como tal pela comunidade internacional). A população israelense, conforme definido pelo Escritório Central de Estatísticas de Israel, foi estimada em 2012 em 7 879 500 pessoas, das quais 5 930 000 eram judias. Os árabes formam a segunda maior etnia do país, com 1 622 500 de pessoas. A grande maioria dos árabes israelenses são muçulmanos, além de uma população menor, mas significativa de beduínos do Negueve e os cristãos árabes. Outras minorias incluem várias denominações étnicas e etno-religiosas, como os drusos, circassianos, samaritanos, maronitas, além de outros.

Israel é uma democracia representativa com um sistema parlamentar, representação proporcional e sufrágio universal. O primeiro-ministro serve como chefe de governo e o Knesset como o corpo legislativo unicameral do país. Israel tem uma das mais altas expectativas de vida do mundo e é considerado um país desenvolvido, sendo membro da OCDE e da ONU. Seu produto interno bruto (PIB) nominal foi o 40º maior do mundo em 2011, enquanto o país tem o mais alto padrão de vida do Oriente Médio. No entanto, organizações como a Anistia Internacional e o Human Rights Watch têm sido críticos das políticas de Israel em relação aos palestinos, enquanto o governo dos Estados Unidos e alguns países da Europa, como o Reino Unido e a Alemanha, geralmente apoiam Israel bélica e financeiramente.
Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.
De quem é Jerusalém? | Nerdologia (  vídeo  ) de: 26 de dez. de 2017
As origens do Estado de Israel. E do conflito com os palestinos (  vídeo  ) de: 14 de mai. de 2018


+ S e l o s


 
Copyright 2017. All rights reserved.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal